domingo, 26 de setembro de 2010

Lembranças da Infância!

Minha mãe sempre achou engraçado eu gostar de alguns discos dela. Gosto particularmente de três! Um dos Carpenters, um chamado Rock Anos 60 e Meus Caros Amigos de Chico Buarque (este já tenho remasterizado em CD!).


Hoje me veio a mente a seguinte canção que me trouxe lembranças de um tempo muito gostoso! Um Alessandro mais menino e mais criança. O Alessandro mudou muito de lá pra cá... Mas continua sendo o Alessando de sempre! A little bit blue I guess... Para os amigos de anos isso faz sentido! Para quem não me conhece de verdade parecem frases pensativas demais. Filosóficas demais.


Para estas últimas pessoas - julguem menos e procurem conhecer o próximo (que pode ou não seu eu! ;D). Permitam-se olhar além de seu mundinho e de seu próprio umbigo. Sejam verdadeiras consigo mesmas e com as pessoas que consideram queridas. Queiram conhecer essas pessoas que consideram queridas. Conhecer de verdade... Aceitar seus defeitos e reconhecer suas qualidades. Participem da vida desses entes queridos e permitam que eles participem das suas. De forma verdadeira também...


Sim. Estas linhas soam como desabafo. E na verdade são. Como todas as demais linhas que aqui surgem.


Talking to myself and feeling old
Sometimes I'd like to quit
Nothing ever seems to fit
(...)
What I've got they used to call the blues
Nothing is really wrong
Felling like I don't belong
(...)
What I feel is come and gone before
No need to talk it out
We know what it's all about










terça-feira, 7 de setembro de 2010